19.12.08

Dia 25


foto de Lia Pansy

Um dia
um motivo -
um monstro
de olhos vermelhos
dissimulados
em sacos
em rostos de afogueio
coisas inúteis,
papéis, ilustrados.
E o senhor, o que deseja -
são os votos
sinceros
de vazios
do ano que passa
e do que vem;
e o mesmo desdém que não passa
da azia destes dias
de bolos e de tolos,
e do vinagre nas batatas
sem fio,
de uma consoada
reparada
por um dia
onde te deixo ficar
estendida
para além da hora certa.
um dia
um vinte e cinco
um Dezembro
sem neve
sem sol,
apenas dia
repetido - esquecido
que fere de tanto lembrar.
Nem me lembro
se foi por ti que passei,
apenas me lembrei
do teu presente
ausente,
deste motivo
deste sorriso
de um menino
que já velho se tornou.

1 comentário:

frAgMenTUS disse...

nesta época em q o conceito de família, união, amor, etc se intensifica, pelo menos na superficialidade (pk há mta hipocrisia), sentimo-nos + frágeis pk sabemos q as verdadeiras prendas de natal são aquelas q nos dão, sempre, em acto de amor!
desejo-te um Santo Natal, com mta poesia, alegria, saúde e amor!!!
bj :)