19.12.08

Declaro




Declaro-te o meu amor,
crio em ti o colo,
onde me recolho
e sossego,
porque sorriste
quando te disse – amo-te.
Nos meus olhos
soltou-se o brilho
das auroras
resplandecentes
e os meus braços
são pontes novas, abertas
para que as margens se beijem
interminavelmente.
Também te amo -
respondes
e beijas-me,
tocas-me, possuis-me
e no nascer de mais um momento
feliz.
reclamas de mim
a vontade de nos querermos
de reentregar
e entender
o quanto é bom
sabermos
amar.
E na simplicidade
dos mortais sem pressa,
assim permanecemos, sem mais.

8 comentários:

Vanda Paz disse...

Boas Festas

Beijo

frAgMenTUS disse...

q linda declaração de amor!
bj

frAgMenTUS disse...

http://fragmentusmeusteus.blogspot.com/2008/12/prmio-dardos.html

p ti
bj

Conceição Bernardino disse...

"O valor das coisas não está no tempo em que elas duram,
mas na intensidade com que acontecem.
Por isso existem momentos inesquecíveis,
coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis".
(Fernando Pessoa)
Venho desejar um Feliz Ano Novo e dizer que no ano de 2009 estarei mais presente no teu Blog.
Beijo
Conceição Bernardino

Pinipom disse...

«os meus braços
são pontes novas, abertas
para que as margens se beijem»nos somos as pontes do mundo...onde as margens se tornam se unem não so em beijos mas em abraços e laços que perduram o leito da vida...

beijo solto

boa poesia...

Bom Ano 2009

Neia

Krystyna77 disse...

Simplesmente maravilhoso!



Beijos, Ana Cristina

Crystal disse...

Sem mais!Fica perfeito assim. Tão perfeito que o coração renasce, a sorrir...

Bj

frAgMenTUS disse...

tens as dicas do selo dardos lá no teu comentario no Frag.
feliz dia