7.11.07

Num pequeno sussurro


Num pequeno sussurro,
na mais quieta das melodias,
na luz trémula que baila
escondida
sinto-te viva e desperta
e caminho no teu colo,
com os lábios húmidos
deste desejo que se perde
em teus ombros,
e desnuda tua vontade.

Quando te encostas em mim
sem nada que precises de dizer.
és a exacta proporção
do que me falta,
rebentando no meu peito
como onda chegando na areia,
como uma aurora que transfigura
a planície,
como um homem
de punho em riste
gritando liberdade.
.
Num pequeno sussurro
encostas tua boca a mim
dando-me a canção das nossas tardes
e deixando teu beijo
que nos colhe,
e no reclinar dos nossos corpos,
quando nos deixamos
apenas estar,
o dia deixa-se ouvir,

por inventar.

3 comentários:

PoesiaMGD disse...

Belíssimas e intensas palavras...
Um beijo

Vera disse...

Um sussuro muito inteso!
Gostei muito!

Beijinhos

T u r t l e M o o n disse...

sensualidade e paixão,tal como convém a um sussurro que se preze!rs