29.1.10

Poemas de ti (21)




Não me deixes
antes que o lado Sul do vento
me venha buscar,
fica e deixa-me contar
uma história
sobre as estradas
onde se escolhe o caminho,
de mãos agarradas
ao cajado,
livres,
de pés andarilhos
compassados do destino
que nasce de dentro
da força de cada jornada.
Não me deixes
enquanto fores amarra
deste cais
onde o meu barco
repousa, inquieto.
Não me deixes
que preciso dos teus beijos
e a minha boca
fala de dentro de ti
com o sabor das palavras
que te amam

3 comentários:

brisa de praia disse...

ancoramos quando amamos...e pedimos para não naufragar! tão poeticamente o sabes fazer :)

bj

Vanda Paz disse...

"Não me deixes
que preciso dos teus beijos
e a minha boca
fala de dentro de ti
com o sabor das palavras
que te amam"

Muito bonito

Beijo

非凡 disse...

I'm appreciate your writing skill.Please keep on working hard.^^