5.5.08

Tempo raro





Os sentidos enganam-me
levam-me a lugares
onde não estive,
relembram-me os dias
que são dos teus braços,
onde a brisa
passa pela tardinha
antes mesmo que escureça,
e o tempo
a que nos entregamos
é do tamanho do infinito,
raro
que não passa
nem se gasta
nem ousa morrer.

3 comentários:

Vanda Paz disse...

Tempo
Embriagado de momentos
Raros em minutos
Imenso em segredos

Tempo raro
Como raros são os sonhos
Como a vida se faz de medos

Beijo raro, mas cheio de amizade

T u r t l e M o o n disse...

mt introspectivo...algo triste..as bonito!saudds de te ler.bjs

winlotto disse...

Such a nice blog. I hope you will create another post like this.