3.5.07

Dentro de mim


Dentro de mim
onde as coisas contam,
iguais,
imortais,
somos nós,
somos medos,
casa insondada,
segredos navegando livres.
Dentro de mim,
está o nosso reino encantado,
incontido
irrevelado,
que me divide,
sem dar a quem não quero,
dando quanto quero.
Dentro de mim,
somos tudo o que queremos:
passos de dança,
poemas,
cetim,
rosas vermelhas,
cidades cheias de luz,
ruas largas,
avenidas,
mulheres de beijos serenos,
crianças de risos largos,
cestas de fruta;
aventura,
sou mendigo.
Dentro de mim,
sou mar,
montanhas,
sou tudo
o que eu persigo
nado vivo, modo próprio
cru.
Dentro de mim
verbo e verdade final.

1 comentário:

Vera disse...

Dentro de ti há um mar de amor e poesia que encanta, que me encanta!
És maravilhoso!

Beijinhos