13.11.06

Terceira


Foto de Gonçalo José Pereira dos Santos

A toda a volta o mar ter abraça
no teu vestido verde, feiticeira,
das tuas fragas ond'o mar passa
nesses vales e aldeias da Terceira.

e dos teus vulcões adormecidos
que jazem nos algares inanimados
pastos de toiros em campos perdidos
que Isabel a Santa cobre, abençoados

e d'Angra e da Vitória onde me guardo
vejo o Sol descendo apaixonado,
olh'o Oeste distante e frondoso

e um açor que voando sobr'a Baía
numa criptóméria poisa p'ra meu gozo
e me faz sentir em ti a poesia.

1 comentário:

Vera disse...

A tua poesia é de facto maravilhosa! Deixas-me deslumbrada em cada novo poema!
E esta homenagem à ilha está de facto divina!
Beijinhos!